YOU GOT YOURSELF A BAD HABIT
index
staff
links
credits
you got yourself a bad habit
Últimos assuntos
» Anúncios da Staff
Seg Mar 21, 2016 12:47 pm por Halsey

» Perfil Extendido
Dom Mar 06, 2016 12:44 am por Halsey

» Basic Info
Sab Fev 27, 2016 6:31 pm por Halsey

» Forum Rules
Sex Fev 26, 2016 2:07 pm por Halsey

» Canonlist
Qua Fev 24, 2016 9:16 am por Halsey


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] SCHAEFER, Mara

Mensagem por Convidado em Sex Nov 28, 2014 1:58 pm

Mara Schaefer
Mara Nadjeen Wolff Schaefer


player: Julia.

idade: ---

experiência: Três anos.

apelido: Panda/Juba/Hell.
「 INFO 」
Mirjana Nadjeen Wolff Schaefer.
aka. Mar + M.
Vinte e um.
Hajid Nadjeen (pai) & Gya Wolff Schaefer (mãe).
Americana.
Media, Partiers & Dreamers.
「 PERSONALIDADE」
Mara é como uma bomba relógio ligada no 220, imprevisível e muito agitada. Não consegue ficar parada por muito tempo, tanto fisicamente quanto mentalmente, ou começa a enlouquecer. Possui um raciocínio rápido e não-tradicional, encontrando caminhos e respostas em locais pouco convencionais, fazendo com que seja impossível prever seu próximo passo. Apesar de ser uma estrategista nata e planejar tudo antes de agir, não possui rédeas na língua e muito menos nos dedos. Fala o que deve ser dito quando deve ser dito, e escreve tudo o que precisa ser mostrado ao mundo, sem se importar muito com o que os outros pensarão. É uma defensora assídua da liberdade de expressão e da mídia livre, e não cansa de falar isso.

Em público, é sempre a pessoa que tenta manter a conversa fluindo com seu senso de humor leve e fácil, porém, na verdade, não presto muita atenção nessas interações. Enquanto faz o papel de palhaça analisa todo ao seu redor, procurando encontrar seus pontos fortes e fracos, traçando um mapa mental de personalidades. Na verdade, um de seus vários blogs é dedicado a escrever sobre as pessoas que conhece, traçando relações entre elas como se fosse uma detetive. (esse blog é privado e desconhecido por todos, fikdik)

Amante de festas selvagens e, preferencialmente, secretas, torna-se uma garota completamente diferente quando está longe dos olhares de conhecidos. Afinal, tudo que nos é proibido acaba sendo mais gostoso. Desde pequena foi a garotinha irritadiça, com pavio curto, e isso não mudou nada. Tem absolutamente zero paciência, talvez pelo fato de estar sempre em uma linha de raciocínio que anda rápido demais. Como se entedia muito fácil, acaba fazendo besteira para passar o tempo.

(perfil da Mara só pra vocês terem uma ideia de como ela "se descreve")

Sexx Bae: Site de Namoro - Perfil: M. Schaefer

Mara Schaefer, 21 anos, NY. Colunista de plantão. Escritora amadora. Rainha da cocada preta.

HOBBIES: Fotografia, dançar de calcinha em casa, aquele reality-show Are You The One, escrever, escrever e escrever.
SONHOS: Participar de um reality-show, virar roteirista de cinema, fazer um bico como vigilante à la Kickass, ter meu blog famoso, virar a próxima Gossip Girl.
O QUE PROCURO: Senso de humor, e um pipi por favor. Não sou exigente, mas esse último item não pode faltar.
「 HISTORIA 」

( 0 1 ) the eye of the hurricane
Mumbai, India - 1992

O sol estava se pondo no horizonte, banhando os sets de filmagem do Bollywood Studios com uma luz alaranjada perfeita para a gravação das cenas românticas tão adoradas por todo ator amador. Gya Schaefer, uma atriz americana que fora contratada especialmente para o novo sucesso do diretor Navid Keshbad, repassava suas falas uma última vez antes sair de seu trailer. A jovem de belos cabelos loiros e poderosos olhos azuis fazia um contraste tão forte com as indianas locais que podia ser considerada até mesmo exótica. Por onde passava atraía olhares para suas belas curvas e o sorriso encantador que fora sua marca registrada durante anos, e que ajudou-a a conquistar os holofotes dos teatros na Broadway durante sua época de ouro. Nenhum homem era capaz de resistir a seus encantos. N e n h u m.

Quando um barulho ecoou da porta do trailer, Gya mal pode conter a excitação. Mesmo antes de abri-la sabia quem encontraria do lado de fora, segurando uma pequena caixa com flores secas - peônias, as preferidas da mulher - e uma expressão sedutora. Estavam se encontrando secretamente desde o início das gravações, ele era casado com sua chefe, e ficavam cada vez mais apaixonados. Era um romance digno das telas de cinema.

- Hajid - Gya puolou nos braços do homem alto e forte que esperava-a no estacionamento. Após breves cumprimentos, os dois entraram no automóvel estacionado, com medo de terem sido vistos.

Naquela noite fizeram amor, e também na noite seguinte. Assim foi pelo resto da temporada.

Mal sabiam eles que, três meses depois, os sonhos de fama de Gya seriam destruídos por aquele relacionamento. Escondida atrás dos figurinos sua barriga começava a inchar e, o que um dia seria Mara, a se formar.

( 0 2 ) i don't wanna go to school,
New Delhi, India - 2000 to 2003

Dois anos, sete meses e quatorze dias. Esse foi o tempo necessário para que os papéis de divórcio fossem assinados, separando oficialmente o famoso diretor bollywoodiano Hajid Nadjeen de sua esposa, a também diretora, Amid Jafar. Quando a notícia de que ele estava tendo um caso com uma das atrizes contratadas pela mulher, Gya Schaefer, um verdadeiro caos fora instaurado em Mumbai. Tudo começou com uma manchete inofensiva em um tablóide de terceira linha, que evoluiu para os programas de fofoca e logo estava nas telas de todas as televisões e computadores. Foi uma avalanche de desastres. Quem diria que uma gravidez poderia causar tantos problemas?

Gravações interrompidas, filme cancelado, processos de milhões de dólares e uma indenização cheia de zeros para o cachorrinho que o casal de cineastas dividia foram necessários para acalmar a fúria de Amid. Um drama típico de novela mexicana. A história de amor proibida de Gya e Hajid, porém, era verdadeira. Os dois foram simplesmente feitos um para o outro, mesmo após anos de casados continuavam se paquerando como se tivessem acabado de se conhecer. As vezes não se pode enganar o coração.

Alguns meses depois do estouro do drama, Gya deu a luz à uma bela garotinha, Mirjana. A criança era dona de belíssimos olhos amendoados, cabelos de um loiro acobreado de dar inveja e a pela tão branca quanto a neve. Foi um espanto tão grande que foram necessários três testes de DNA para garantir ao pai de que a filha era sua. A família recém formada passou sete anos longe da Índia, apenas como prevenção de possíveis assédios à Mara, e voltaram para o país que esta tinha dez anos.

Desde pequena Mara se provou ser uma garota extremamente inteligente, falante e curiosa. Gostava se aventurar pelos terrenos da bela mansão onde passou a infância na Indonésia, traçando mapas do tesouro e fingindo ser uma detetive. Assim que aprendeu a falar não parou mais, bombardeando os pais com perguntas complexas demais para alguém de sua idade. O mesmo aconteceu com a leitura e a escrita. Se conheceram cedo e nunca mais se prepararam. Tinha tudo para ser uma prodígio intelectual, porém M. nunca se deu muito bem com regras. A ideia de obedecer a alguém que não fora sua mãe e seu pai lhe enojava, e adorava deixar isso bem claro para todos os professores.

Assim que os Nadjeen se mudaram para Mumbai, na Índia, Mirjana foi matriculada em colégio interno onde estudaria durante os períodos de gravação, quando Hajid e Gya estavam trabalhando. Não foi grande surpresa o fato dela ter odiado o local. O uniforme, as normas, as professoras velhas e frescas, a comida apimentada demais... O choque cultural foi grande demais para passar despercebido. Teimosa como é, Mara aprontava todas para tentar tornar o ambiente escolar o menos chato possível.

Em 2003, a jovem, com 10 anos de idade, fora expulsa. No mesmo ano, a família se mudou para os Estados Unidos em uma tentativa de encontrar a calmaria que tanto sonhavam. Péssima ideia.

( 0 3 ) i just wanna break the rules
Upper East Side, Manhattan, USA - 2003 to 2010

A vida nos Estados Unidos trouxe para Mara o que nenhuma metrópole indiana seria capaz: o glamour e o contato com as pessoas mais poderosas da indústria cinematográfica. Gya e Hajid matricularam-na em um colégio particular no Upper East Side, onde achavam ser um bom lugar para sua educação. Péssima ideia, de novo. A convivência com tantas crianças ricas e mimadas, sedentas por atenção, não fez bem nenhum para a garota. Muito pelo contrário, no momento em que sentiu o gostinho da vida fabulosa dos nova-iorquinos, algo acordou dentro dela, algo chamado sede por fofocas.

M. não era uma garota ruim, só teve o azar de estar rodeada de más influências. Sua personalidade explosiva, divertida, e um tanto quanto Inconsequente, conquistou o coração dos populares rapidamente. Ela era incluída em todos os programas mais exclusivos desde pequena. Sua adolescência chegou acompanhada de aventuras urbanas: desde drogas, sexos, rock n' roll festas do estilo daquela série britânica, Skuns {sim, isso é uma alusão à Skins. Como eu sou engraçada}, escândalos... O sonho de qualquer escritor.

Nesse cenário, Mara viu sua chance de brilhar no mundo. Criou seu primeiro blog anônimo, The Shocker, falando sobre os segredos por trás dos queridinhos da mídia. Não demorou muito para ser desmascarada, afinal, quem nunca viu Gossip Girl? Seu plano era bom para uma jovem de dezesseis anos, porém idiota para os hackers que as vítimas podiam contratar com o rico dinheirinho do papai. Pouco tempo depois, sua família estava atolada até o pescoço de processos e dívidas por sua causa.

As peripécias de Mara lhe custaram o relacionamento com os pais, deixando-o cada vez pior. Sua escrita, porém, conquistou o interesse de um grande tabloide americano. Mesmo ainda estando no colégio, já tinha emprego garantido para quando se formasse. Quando finalmente terminou o ensino médio, fez as malas e se mudou para Hollywood sem um plano A nem B, sem casa e sem olhar para trás. Não queria ter mais nada a ver com a vida fútil de NY, seu próximo passo eram as estrelas.

( 0 4 ) i write sins
Hollywood, USA - actual days

Está vivendo em LA pelos últimos dois anos. Nesse curto período de tempo conquistou o coração da população americana com sua escrita cativante, irônica e cheia de tiradas inteligentes. Seus textos continuam focados nos famosos, porém subiu seu nível. Adeus mimados e olá Hollywood. Mara pretende continuar trabalhando em tabloides até conseguir ser contratada como roteirista de cinema, sua profissão dos sonhos.

Não aguenta mais escrever sobre futilidades, seu sonho é ser levada à sério. Quem sabe num futuro próximo ela não consiga?

OBS: Ficou bem curtinho o final, pois é aí que entra a trama do fórum. O resto será narrado por postagens e interações.
Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] SCHAEFER, Mara

Mensagem por Convidado em Dom Dez 07, 2014 10:22 pm

FICHA APROVADA!
Seja bem-vinda!
Que personagem adorável. Fofoqueira, odeia seguir regras e têm problemas com a família. Certamente não é o tipo de garota que você vai querer irritar, certo? Haha'

Vamos à avaliação técnica... Bem, adorei a sua escrita. Ela é leve e flui, tem um carácter impessoal e moderno, gostei bastante. Tirando alguns erros de digitação básicos e os comentários em off que estavam no meio do texto, você foi perfeita neste quesito. Gramática 10. :3'

A inserção cultural da ficha também foi perfeita. Eu adorei o choque entre culturas e todas as informações sobre a Índia, isso realmente acrescentou muito à história, foi lindo e diferente. *-*

Agora do ponto de vista do fórum, não se assuste, não tenho do que falar mal também. rsrs'
Você adequou muito bem sua personagem aos quesitos do fórum, explicando perfeitamente a escolha dos grupos e deixando muito, MUITO espaço pra sua personagem crescer, e este foi o meu ponto favorito sobre a sua ficha: você poderia ter criado uma diretora no auge da sua carreira, mas criou uma escritora que ainda tem um caminho a trilhar pra chegar lá, para alcançar seu sonho. Até surgiram lágrimas aqui... Mds. Digo, meus olhos suaram. *se recompõe*

Pela história rica em detalhes e bem dividida em partes temáticas, você ganhará $900 dólares. Espero te ver pelas RPs aqui no fórum, você certamente será uma rival muito difícil de vencer nos eventos competitivos daqui, se eu fosse o resto dos players tomava cuidado. Seja muito bem vinda e espero que você realize seu sonho de se tornar uma maravilhosa diretora. Muito sucesso para ti, dreamer. Agarre seus sonhos com toda força e quem sabe você receba uma ajudinha das entidades, né? ;*

Atenciosamente, Dream.

Convidado
Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum